Cruzeiro estréia com vitória fora de casa

|

Raposa atua bem no primeiro tempo, constrói o placar de 2 a 0 e segura a pressão do Vitória com um jogador a menos, já que Moreno foi expulso

Do GLOBOESPORTE.COM

Salvador



O Cruzeiro
parece que não ficou abalado com a eliminação na Taça
Libertadores
. Jogando no Barradão, em Salvador, a Raposa
estreou no Brasileirão
2008
com um triunfo de 2 a 0 sobre o Vitória.
Marcelo Moreno e Bida, contra, fizeram os gols dos visitantes,
que somam os primeiros três pontos na tabela.


A próxima rodada reserva o encontro do time
celeste com o Botafogo, no Mineirão, e também o jogo do
Rubro-Negro baiano contra o Sport,
no Recife.


Não demorou nem dois minutos para o Vitória sofrer seu primeiro
gol no retorno à Série A. Ramires arriscou chute de fora da
área, Ney rebateu nos pés de Marcelo Moreno e o artilheiro da
Raposa na temporada aproveitou o rebote para abrir o placar.


O gol não desanimou o Vitória. Desordenado, mas na
base da vontade, o Rubro-Negro tentou pressionar. Teve boas
chances em cobranças de falta com Ramon, aos 14, e Bida, aos 20,
mas conseguiu o empate.





O Cruzeiro passou a levar perigo nos contra-ataques. Com 24 de
jogo, Ramires recebeu em posição legal, livre, driblou Ney e
mandou para fora mesmo com o gol escancarado à sua frente. Em
lance parecido três minutos depois, Marcelo Moreno lançou
Guilherme. O camisa 11 chutou na saída de Ney, mas o goleiro
espalmou para o lado.


Fábio também teve trabalho. Aos 31, Marquinhos
recebeu na área e chutou no alto. Fábio esticou o braço para
colocar para escanteio.


Nos dez minutos finais, mais pressão do Cruzeiro.
Com 35, Guilherme cruzou, Marcelo Moreno dominou no peito e
mandou de pé esquerdo. Ney colocou para escanteio. Mas aos 40 o
goleiro rubro-negro nada pôde fazer. Bruno recebeu na cara do
gol, e Bida tentou cortar. A bola bateu no jogador cruzeirense e
entrou no canto esquerdo.





O segundo tempo começou morno. As duas equipes não conseguiam
chegar ao gol adversário. Mas Marcelo Moreno tratou de colocar
fogo no jogo. Primeiro jogador a marcar um gol no Brasileiro
2008, primeiro também a receber amarelo - aos 11 do primeiro
tempo -, o jogador celeste inaugurou também a lista de atletas
expulsos da competição. Com 16 da etapa final, a arbitragem
marcou impedimento duvidoso do boliviano. Ele continuou a jogada
e fez o gol, recebendo o vermelho na seqüência.


Com mais espaços, o Leão tentou pressionar, Aos
22, Jackson arriscou de fora da área e obrigou Fábio a colocar a
bola pela linha de fundo. Oito minutos depois, Héverton cruzou
da direita, Marquinhos dominou e bateu cruzado. Fábio esticou o
braço esquerdo para salvar. Escanteio para o Vitória, mas
Giulliano Bozzano deu só tiro de meta.


A pressão aumentava a cada momento. Aos 32,
Marquinhos recebeu na esquerda, cortou para o meio e acertou o
travessão. No rebote, Jackson chutou mal, a bola desviou em
Espinoza e Fábio de ponta de dedo colocou pela linha de fundo.


Para fechar o show de defesas de Fábio, Jackson bateu falta da
meia esquerda já nos acréscimos, e o goleiro celeste dividiu com
dois adversários para colocar pela linha de fundo.

1 Comentário:

Düff disse...

Fala amigo Cruzeirense. Vencemos a primeira. Agora é dar continuidade ao trabalho e buscar o título. O time precisa melhorar, concorda? Um abraço o Blog tá demais...

Divulgação MASTER!