Lateral-esquerdo Fernandinho se diz preparado para voltar a atuar no meio-campo

|

Da Toca II

Thiago Prata




Foto: Cruzeiro/Divulgação

Recuperado de uma fratura por estresse na tíbia esquerda, o lateral Fernandinho não vê a hora de voltar aos gramados para defender o Cruzeiro. O desejo de vestir novamente a camisa celeste após os quase quatro meses é tão grande que o atleta se coloca à disposição de desempenhar sua função de origem, a de meia.


Antes de começar a atuar pelo lado esquerdo, no Criciúma, em 2006, Fernandinho jogava no meio-campo e tinha o papel fazer a ligação com o ataque.



Ele chegou a trabalhar com o técnico Adilson Batista no Paraná Clube, em 2003, época em que vestia a camisa 10. Com a vinda do treinador para a equipe estrelada, o agora lateral voltou a ser utilizado na antiga posição.


Em 2008, Fernandinho disputou sete partidas, quatro delas como meia. Nas outras três, foi lateral-esquerdo. O atleta assumiu a função de armar as jogadas logo em sua primeira aparição na temporada, contra o Cerro Porteño, nos dias 30 de janeiro.


Suas demais participações se deram em fevereiro. Como meia, atuou também nos dias 6, 16 e 21, contra, respectivamente, Cerro Porteño, Guarani de Divinópolis e San Lorenzo.


Ele entrou em campo como lateral frente a Democrata-SL, Real Potosí e Villa Nova-MG, nos dias 10, 13 e 24 de fevereiro. Após este último confronto, foi diagnosticada a fratura na tíbia, que o obrigou a fazer tratamento.


Liberado pelo Departamento Médico no último dia 29 de maio, Fernandinho passou a apurar a forma física. Ele acredita que precisará de mais uma semana para estar novamente à disposição de Adilson Batista. O jogador sabe que o técnico já manifestou o desejo de contar com ele no meio-campo e se mostra confiante para voltar a exercer a função.


"Independentemente da posição, eu fui contratado pelo Cruzeiro para jogar. Não importa que seja no meio ou na lateral. Sempre fui meia, apesar de há uns dois anos estar jogando de ala. É a minha posição de origem. O Adilson me conhece, já fui jogador dele, inclusive em Campeonato Brasileiro, quando fiz dez gols (pelo Paraná Clube)", comentou.


O atleta só pede um pouco mais de tempo e ritmo de jogos para se readaptar a condição de armador. "Não tem problema nenhum, mas digo que requer um pouco de paciência para se voltar a outra posição. Estou muito feliz em poder atuar novamente e a expectativa é a melhor possível. Só de treinar com o grupo já fico contente", afirmou.


Fernandinho sabe que no meio-campo a briga por um lugar no time é muito maior que na lateral-esquerda. Enquanto Jadilson é o principal candidato na disputa pela camisa 6, na posição de meia são oito concorrentes ao todo: Wagner, Marquinhos Paraná, Maicosuel, Marcinho, Camilo, Bruno, Sandro e Reina. Este último só terá condições de jogo a partir do dia 3 de agosto, quando será reaberto o período de transferências internacionais no Brasil.


Em compensação, Fernandinho acredita ajudar na armação possa lhe trazer muitos benefícios. "O meia também aparece mais e faz mais gol. Se voltar a essa posição vou ficar muito feliz. O importante é estar sempre preparado para jogar", contou.

Fonte:Site Oficial Do Cruzeiro

1 Comentário:

Arley Junior disse...

Parceiro! Você está lincado lá no FutMinas também! Obrigado!

Divulgação MASTER!